segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Cinturinha + Royale

Mais um para o #OutubroRosa 
Um bem clarinho com um de brilho mais choque! rs

sábado, 26 de outubro de 2013

Laço feito com eva 2

Já havia ensinado um modelinho lindo de laço feito com eva.
Vim compartilhar mais um gracinha!
Esse é mais simples, não precisa de molde, fica tão legal quanto o outro. 
Vou deixar aqui um "moldezinho" para quem como eu é apegada no risco, para a primeira vez fica mais fácil! hehe
Visitem meu canal no YouTube e inscrevam-se!

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Coisas

Faz tempo que não te escrevo assim, despretensiosamente, sobre as coisas de dentro. Apesar de dormirmos e acordarmos juntos, de falarmos sobre uma infinidade de assuntos, de darmos abraços sem fim, beijos de todas as cores e olhares silenciosos, nem sempre falamos sobre as coisas de dentro.
Um "eu te amo" às vezes sai rápido, ao fim de uma conversa ao telefone ou um pouco antes de um de nós sair de casa. Outro "eu te amo" também sai pela boca um pouco mais lento, sem motivo, no meio de um filme, de um jantar ou quando fazemos coisas banais, como por exemplo: eu no banho e você fazendo a barba; eu no sofá lendo uma revista e você ao meu lado lendo um livro; eu cortando carne e você colocando a mesa. "Eu te amo" nós dizemos todos os dias, muitas vezes sem pensar: a voz apenas sai e diz o que está impresso no coração. Mas o que existe por trás dessas três palavras? O que existe, afinal, por trás do amor?
Já ouvi muitas definições sobre este sentimento único. Eu mesma já tentei defini-lo, sem sucesso, obviamente. Não me atrevo a tentar justificar ou denominar algo que está dentro das pessoas. Nós nos amamos. Muito. Mas o meu amor é diferente do seu. Assim como o amor que temos é diferente do amor que outros casais têm. Então o amor não é igual, linear. Ele é diferente, ajustável, anatômico. Acho que o amor deve ser diferente porque os corações nunca são iguais.
O amor tem as suas particularidades, mas não é mais bonito ou mais feio, mais gordo ou mais magro, mais careca ou cabeludo. Ele simplesmente é. E o fato dele apenas ser se sustenta e o deixa belo, independente de sua forma. Pode soar meio confuso tudo isso, mas o amor é. Ele não precisa de mais nada: apenas surgir e ser. Porque quando ele é permanece até o fim do mundo.
É por isso que eu quero te agradecer. Obrigada por me amar. Obrigada por estar ao meu lado quando eu mais preciso, quando me perco, quando não sei quem sou, quando mergulho e não encontro o caminho de volta. Obrigada por me amar quando eu esqueço as chaves, quando roubo as tuas meias, quando coloco a xícara em cima da mesa sem o porta-copos, quando esqueço de trocar o lixo, quando não ouço e quero apenas falar, quando sou teimosa. Obrigada por me amar nos meus dias ruins, quando estou assustada ou agressiva, chateada ou morna. Obrigada por me amar mesmo sendo mandona, mimada e brava. Obrigada por me amar quando não sei o que fazer, quando não consigo dizer ao certo o que preciso, quando o que aparece é só o meu avesso. Obrigada por amar minhas fraquezas, angústias e asperezas. Obrigada por amar minha sujeira, meu lixo interno, meus cabelos no ralo, meu lado azedo e estragado. Obrigada por amar meu jeito muitas vezes infantil. Obrigada por amar meus defeitos, que não são poucos. Obrigada por amar minhas celulites, estrias, meu dedo esquisito, minha mancha do pescoço, meu dente que entortou depois que o siso apareceu. Obrigada por amar minhas incontáveis sardas e cada hematoma que aparece na minha pele branca sempre que sem querer bato na mesa, na cadeira, na porta, no armário, em qualquer lugar. Obrigada por amar minha forma desastrada de ser. Obrigada por me amar quando falo sem pensar, quando o filtro vai embora, quando surto, enlouqueço, grito ou vomito frases feias. Obrigada por me amar quando eu erro. Obrigada por me amar quando eu não sou tão legal. Obrigada por me amar quando o amor anda na corda bamba. Obrigada por me amar quando eu acabo esquecendo de gostar de mim. Obrigada por amar o que escolhi ser. Obrigada por amar quem eu sou e não quem você gostaria que eu fosse. Isso, sim, é amor.
Clarissa Corrêa

Casa de boneca

 Tá, já sei que sou crescidinha, mas... Eu quero essa casinha lindinha de boneca da Coelho show.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Enfeite de porta ursinho

Estava em uma saga alucinada em busca do enfeite de porta de maternidade para meu caçulinha então encontrei a Arte Biju. Encomendei e hoje chegou. Estou 100% satisfeita! Ficou perfeito! Do jeitinho que eu queria. Super caprichado!!! Recomendadíssima!!! Vale dar uma espiadinha lá na lojinha que só tem coisa linda! 
Ainda de lambuja veio esse mimo gracinha:

1 colher por dia

sábado, 12 de outubro de 2013

Cesta com caixa de leite

Cestinhas multi uso bem úteis feitas com caixinhas de leite.
Acima o molde das medidas e como risco a caixa e abaixo o vídeo com o passo a passo.
Espero que gostem!


sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Campainha Joaninha

 Tá, não tenho bicicleta... Tá, essa é de criança mas eu quero! 
Apaixonei nessa buzininha de joaninha da ManuMonuMei, Eu quero!!!

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Esmalte sorvete

 Pode querer o esmalte só por causa da embalagem? Ah, a cor também é legal, mas... Que embalagem linda!!! É da Oh, fashion. Eu quero!!!